Não siga regras. Faça arte.

Refletindo sobre um livro do Seth Godin que li há temos atrás, vejo que seguir regras pode ser algo perigoso.

Principalmente se estivermos no caminho de realizarmos um trabalho que seja realmente memorável. E não importa se somos empreendedores ou se estamos trabalhando para algum empreendedor.

De alguma maneira ou de outra, somos todos artistas.

Artistas porque nosso trabalho hoje deve ser encarado como uma arte.

Como algo que é novo, que inspira os outros experimentarem um caminho diferente.

Seguir regras, receitas e fórmulas sem questiona-las é algo que não é feito pelas pessoas que realmente importam.

Chefs famosos não seguem receitas, eles criam seus próprios pratos.

Artistas famosos encontram a sua maneira de criar.

Empresas de sucesso entregam uma experiência única para seus clientes.

A nossa capacidade de questionar as regras é o que nos leva a concluir quais partes das regras devem ser quebradas e desafiadas.

Quando desafiamos o Status Quo, quando desafiamos as regras do “manual da vida e do sucesso” que nos foi dado, estamos liberando um espaço importante para que algo novo aconteça.

Se estamos muito “certos” de que algo funciona de determinada maneira e confiamos demais na “receita” então funcionamos como copos cheios d’água onde nada “novo” pode ser colocado ali dentro ou então transbordará.

Aprendi com meu mentor a ter sempre a certeza de que sei somente 50% de qualquer coisa.

Recomendo que tente pensar assim também.

Além de ganharmos mais humildade, esse pensamento nos deixa abertos a experimentar, descobrir, desvendar o novo. Não para descartarmos o velho, mas para fazermos do todo (velho + novo) algo ainda melhor. Algo verdadeiramente inovador!

Seja um artista no seu trabalho sempre nutrindo questionamentos poderosos pra si mesmo como “e se isso pudesse ser diferente?”, “e se isso não for a melhor maneira de fazer?” ou “será mesmo que isso é verdade?”.

Esse questionamento deve ser a sua força motriz pra que você comece a criar a sua própria obra de arte. Esse seu trabalho único que perdurará quando você não estiver mais aqui e que está esperando a sua permissão para desabrochar.

Respeite as regras, mas saiba quais devem ser seguidas e quais devem ser mudadas.

Dote-se da confiança de questiona-las e lembre-se que as regras existem para serem quebradas.

17 COMENTÁRIOS

  1. Olá Rodrigo,
    Adorei esse artigo. Obrigada por compartilhar.
    Parece que ele estava direcionado para mim. Tenho recebido tantas técnicas e instruções para desenvolver um determinado trabalho que tem momentos que duvido da minha capacidade. E esse seu texto veio para certificar algo que acredito, estudar é importante, seguir determinadas regras nos ajuda. Mais decorar a cartilha não vale, muitas vezes seguir nosso instituto e questionar as técnicas nos direciona para um mundo novo de possibilidades não exploradas.
    Abraços,

    Ivone

  2. COMO VC MEUS NONNO ERAM DA ITALIA,ME FOI IMPOSTO FAZER FACULDADE DE ENFERMAGEM,JURO ISSO NAO É MINHA PRAIA,VI AQUI O MARKETING,MAS JÁ VI TANTOS QUE PROMETEM E QUEREM SÓ O DINHEIRO QUE FIQUEI UM POUCO DESMOTIVADA,E TAMBEM NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR.OBG

    • Olá Mariska.
      Lembre-se sempre que pra chegarmos ao destino precisamos primeiro colocar o pé no lado de fora da casa.
      Para começar é preciso somente… começar. E depois nunca desistir de ir em frente.
      Obrigado por sempre visitar esse site.
      Abraços e sucesso

  3. Seu texto me fez lembrar o final da peça “A exceção e a regra” de Bertold Brecht: ” e assim termina a história de uma viagem que vocês viram e ouviram. E viram o que é normal. O que está sempre acontecendo. Mas a vocês pedimos: naquilo que parece normal, vejam o que há de anormal. E, nunca aceitem uma regra que lhes parecer má!”
    Seu texto, Rodrigo é uma pista para quem quer despertar. Para quem quer sair do sono da alma e entrar na aventura de viver.
    Gratidão.

  4. Boa tarde Rodrigo, obrigado pela dica, artigo muito inteligente, procurarei seguir seus conselhos, inovar, quebrar regras e descobrir o novo!

  5. Boa tarde Rodrigo e amigos de curso! Me encaixo nesse perfil de quebrar as regras e brincar com a ousadia, confesso não é fácil, tenho deixando de lado uma vida confortável para atingir meu objetivo, vista muitas vezes como teimosa…Mas acho que a vida é isso reflexão sobre reflexão e diante de tantos questionamentos vamos descobrindo sempre algo novo. Muito feliz por estar aprendendo a cada dia com seus e-mails Rodrigo!

  6. Obrigado Rodrigo pelos valores ensinados, tenho aprendido bastante com seus artigos, pois eles tem trabalhado de uma forma tremenda na construção do meu modelo mental. Que Deus continue lhe abençoando.. Abraços

  7. Rodrigo, gosto muito dos seus artigos, são sempre inspiradores, nos conduzem a pensar ou repensar em como passamos a nossa vida.
    E sobre o de hoje vou te falar uma coisa: Infelizmente pessoas que tentam quebrar, mudar regras não são muitos bem vistas em alguns grupos. Tenho uma personalidade forte. Trabalho desde adolescente e quando a minha porta da oportunidade estava aberta por motivos pessoais, opção pessoal, cuidado com filho, não a adentrei. Mas não deixei de lutar, valeu a pena, e hoje retomando a vida profissional tento me inserir neste mercado que é além de competitivo, seletivo.
    E muitas vezes não sigo algumas regras, sou ótima em quebrá-las, não aceito cabresto. Sou mais do “quem pode manda, obedece quem tem juízo”. E nem sempre sou ajuizada, e acontece de haver hostilidades em relação a meu comportamento.
    Tento sempre inovar, buscar formas alternativas. Que muitas vezes são ignoradas. Passa, passa o tempo, lá na frente vejo ou ouço minhas colocações serem replicadas. O que mesmo sem reconhecimento, em silêncio, usá-las é admitir que vale a pena tentar o novo, fazer diferente.
    E em silêncio, também contemplo o medo que o ser humano tem de admitir que quebrar regras, ousar, inovar, fazer diferente pode dar resultado positivos. E por este medo muitos vivem presos em cadeias de regulamentos sem provar da delícia que é ser livre para sonhar.

    • Excelente, Celuza.
      As pessoas sempre tentarão te impedir de quebrar as regras e se incomodarão quando você tentar algo novo.
      Isso é natural e é feito por elas como um mecanismo de defesa. A maioria faz isso sem mesmo perceber e muitas vezes acreditam que estão fazendo bem pra você em criticar suas tentativas de experimentar o novo.
      O importante é estar em sintonia com sua mente e coração para poder seguir em frente com determinação.
      Um trabalho memorável é um trabalho de descoberta do novo.
      E, como você disse, como é bom não estar preso por medos ou regulamentos, não é?
      Abraços e sucesso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here