Quer vender mais? Seja diferente.

A “atenção do público” é o maior ativo de um negócio/produto/marca/serviço (tratarei tudo isso nesse post como “produto”, combinado?).

E nós seres humanos tratamos como invisíveis as coisas que são iguais.

Isso significa que se o seu produto não tem diferencial na mente do público, ele vira mais um grão de arroz dentro da panela de risoto.

Todo mundo parece igual na multidão.

Todos produtos parecem iguais quando dispostos na longa e abarrotada prateleira do supermercado.

E não precisa ser necessariamente igual, basta que os diferenciais do produto não estejam claros na mente dos consumidores. Aqui o jogo é da percepção.

Desse modo, ser “igual” é o caminho pra se tornar uma commoditie então viver o jogo onde quem ganha é aquele que é mais barato.

Aliás, a guerra de preços é o jogo dos produtos que não se diferenciam.

E se você quer ter um produto lucrativo e que é desejado pelas pessoas, então você precisa saber se diferenciar.

Se você não souber responder de forma clara a pergunta abaixo então seu produto corre o risco de estar sendo visto como “igual” aos concorrentes.

A pergunta é: O que seu produto tem a oferecer que é melhor ou diferente das alternativas que estão disponíveis no mercado?

Sem saber isso, sua proposta de valor está comprometida.

Eu precisaria te colocar numa sala de aula pra te explicar em detalhes como se diferenciar dos seus concorrentes (e você teria excelentes resultados com isso), mas pensando em te ajudar nesse artigo, resolvi listar algumas maneiras de diferenciar seu produto.

  • Qualidade superior (feito pra durar) – tá bom… tem gente que vai dizer que “qualidade é o mínimo que o produto deve ter”. Beleza… mas é importante ver além do clichê aqui. Porque se o seu produto é feito pra durar, então você poderia usar isso como diferencial.
  • Nós fazermos X mais rápido
  • Nós fomos os pioneiros
  • Nós somos o mais vendido
  • Somos o mais amado
  • Nosso produto foi criado por pessoas fantásticas
  • Nosso produto é mais fácil de te dar os resultados
  • Nosso produto é o mais caro – e o melhor!
  • A felicidade dos clientes é o nosso objetivo
  • Você tem uma causa nobre por trás do seu produto (e tem história pra suportar essa causa)
  • Nosso produto é mais divertido
  • Nosso produto é feito pra esse grupo específico de pessoas

No caso da Apple, o diferencial é o design.

No caso do iPhone é a simplicidade (só um botão).

No caso do Itaú, o diferencial é a modernidade. No caso do Bradesco, a ampla quantidade de agências espalhadas pelo país.

No caso da padaria da esquina, o diferencial pode ser pãozinho quente a cada 30 minutos.

No caso da famosa pizzaria Domino’s, o diferencial é entregar a pizza em menos de 15 minutos ainda quente e fresquinha.

É importante lembrar aqui que NÃO BASTA DIZER o que te faz diferente, é preciso também MOSTRAR o seu diferencial na prática ou sua reputação vai ruir e, com ela, seu negócio junto.

E você? Como pode diferenciar seu produto, serviço ou atividade que realiza hoje? Deixe seu comentário abaixo.

ARTIGOS RELACIONANDOS

Comentários

2 Comentários

  1. Notável Rodrigo.

    …E mesmo que o diferencial seja a “SACOLA” que acompanha o produto!

    Ótimo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares