Trabalhar mais ou trabalhar melhor?

Quando eu era executivo, costumava trabalhar 12 horas por dia em média.

Mas a maior parte do tempo eu não produzia o que eu queria. Ficava amarrado pelas regras e burocracias da empresa ou pelos medos do meu chefe.

Percebi logo que desafiar as regras nem sempre era o que as empresas e os chefes queriam.

Então como inovar? Como fazer algo que eu acreditava ser original?

Tomei a porta de saída e montei meu negócio.

Na hora de começar meu próprio negócio e buscar resultados, eu ainda não tinha percebido que estava começando a seguir passos dos outros.

A ausência de regras do meu negócio me fez buscar outras regras, novas regras.
Na ânsia por resultados, procurei encontrar caminhos que outros tinham trilhado antes de mim.

Até o momento em que percebi que não estava criando nada novo. Apenas replicando os pensamentos, ideias e ações dos outros.

Na hora de criar o novo tive que superar os meus bloqueios internos que estavam escondidos dentro de mim. 

Quando passei a superar esses bloqueios percebi que passei a trabalhar menos.

Em torno de 8 horas por dia.

Mas percebi que meu trabalho era algo diferente. Era algo melhor.

Porque trabalhar melhor não é somente cumprir tarefas, mas criar algo que seja memorável. Algo que seja diferente dos outros. Algo literalmente único.

E isso acontece simplesmente porque e quando você encontra a sua “verdadeira obra”.

E você, quer trabalhar mais ou trabalhar melhor?

Se escolhei a segunda opção, então eu pergunto:

Qual é a sua obra?

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA triste história dos leitores de Manchetes. 
Próximo artigoTraição interna
Tinha 13 anos de idade e já trabalhava dando aulas de violão clássico. Nos + de 20 anos seguintes, Rodrigo se graduou em Engenharia pela UNICAMP, fez 2 MBAs em algumas das melhores escolas de negócios do mundo e foi Executivo de Gde Empresas. Aos 29 anos decidiu largar sua carreira porque percebeu que não estava seguindo sua verdadeira missão. Hoje, Rodrigo se dedica a ajudar seus clientes e seguidores a descobrirem quem realmente são, a trabalharem com sua missão de vida, a fazerem o que gostam e a quebrarem as regras que impedem que conquistem sucesso, felicidade, qualidade de vida e, claro, liberdade financeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here